Ultrasom intracoronário (USIC)

 em Vídeos

 

O ultras­som intra­co­ro­na­ri­a­no é um dis­po­si­ti­vo que, ao ser intro­du­zi­do no lúmen da arté­ria, emi­te ondas sono­ras, assim como qual­quer outro equi­pa­men­to de ultras­som. Com as ima­gens obti­das atra­vés da rever­be­ra­ção das ondas sono­ras, o USIC per­mi­te que o médi­co inter­ven­ci­o­nis­ta obser­ve, em um moni­tor, a pla­ca de ate­ros­cle­ró­ti­ca com pre­ci­são. Poden­do inclu­si­ve medir o tama­nho, a exten­são e a for­ma his­to­ló­gi­ca como a pla­ca é com­pos­ta.
O ultras­som intra­co­ro­ná­rio é um exa­me de ima­gem com­ple­men­tar que pode ser rea­li­za­do duran­te o pro­ce­di­men­to do cate­te­ris­mo car­día­co e que per­mi­te carac­te­ri­zar de uma for­ma mais pre­ci­sa os aspec­tos físi­cos (cal­ci­fi­ca­ção, quan­ti­da­de de gor­du­ra) das pla­cas ate­ros­cle­ró­ti­cas, não sen­do capaz de fazer uma ava­li­a­ção fun­ci­o­nal (se há sofri­men­to do mús­cu­lo – isque­mia). Des­sa for­ma, o ultras­som intra­co­ro­ná­rio pode ser usa­do para melho­rar a pre­ci­são do exa­me diag­nós­ti­co, ou duran­te o pro­ce­di­men­to de angi­o­plas­tia coro­na­ri­a­na gui­an­do a esco­lha mais ade­qua­da dos stents, dos balões, da neces­si­da­de do uso do rota­bla­tor, etc.

Comece a escrever e pressione Enter para pesquisar